Hoje

Hoje não estou num dia bom pra falar, nem pra escrever e muito menos pensar. Há muita coisa que não consigo entender é mais um dia, que triste vejo o entardecer. Hoje no primeiro clarão do dia, perdi minha alegria e nada pude fazer. Hoje pra mim seria pouco, se do mundo, eu tivesse o desgosto, mas que, não me faltasse você. Hoje eu queria entrar num sono profundo, quem sabe acordar em outro mundo, a ficar, tanto tempo sem lhe ver. Hoje, por mais triste que eu esteja, será pouco, em vista do que minha alma almeja, por não conseguir compreender. Fechar os olhos e lembrar do muito que falta, de como o tempo se arrasta, do quanto a saudade me mata, e nada me faz esquecer. É difícil saber que na vida, depois de tanto ferida, passo a passo, caminho pra solidão. Pior, que não sei mais o que faço, se só me perdendo em seus braços, sinto pulsar o meu coração.

Meu Flá, eu não existo sem você.

Um comentário:

Oreste disse...

Che bella che sei. un bacio