Ilusões

Talvez esteja acordada. Ou esse seja um momento em que quisesse dormir uma eternidade. Um mundo que cai, uma realidade que se descortina. Uma vida que vai, uma noite fora da rotina.

Pessoas que se desnudam e no dia após dia, em silêncio escancaram. Atitudes que denunciam o que a boca não fala, olhos que desmentem, o que em confissão se declara. Uma ilusão, uma amargura se instala. Folhas que caem, que fora do tempo murcharam. Desejo contido, amor reprimido... a doce ternura... os sonhos... um apelo! Uma louca vontade. Sumir no mundo, desencanto que desatina. Antes, fosse apenas um pesadelo; ai meu Deus, quem dera!...

4 comentários:

Tatanka Yotanka disse...

Lindo, lindo. Durma o sono dos anjos, e ao acordar contemple, as flores, o mar, o céu as montanhas , e... as crianças.

Olhos de mel disse...

Tatanka, obrigada pelo carinho de sempre! Existem momentos que realmente desejaria chegar do outro lado da vida e repousar meu cansaço. Apagar as tristezas da alma e acalmar meu coração. Mas é a vida. Os olhos que derramam lágrimas hoje, amanhã poderão estar iluminados pelo sol da alegria e da esperança de dias melhores.
Bjs.

Flahvio disse...

Olhos doces, seu blog está simplesmente lindo... o texto, inclusive! Parabéns! :)

Olhos de Mel disse...

Flávio! Obrigada viu? Sua opiniaum é super importante pra mim.
Beijos