Pra que falar?
Pra que falar, se não se tem capacidade de cumprir? Pra que se mostrar puro, ingênuo, se bem sabemos, impossível, homens assim. A mão que acaricia, sempre será capaz de bater. A depender das circunstâncias, todos nós seremos capazes de cometer os mesmos erros. O que nos diferencia é apenas, questão de oportunidade e estar na hora errada, no lugar errado. Os olhos que passam paixão e desejo, podem esconder a raiva e dissimular emoções. Aquele que se diz santo, nada mais quer esconder, que as garras de um lobo. Quanto mais pensamos conhecer as pessoas, nos surpreendemos com elas. Os discursos mudam de acordo com interesses. Palavras são empregadas conforme o que se quer alcançar e assim vivemos, sem saber com quem na verdade lidamos. O que hoje nos surpreende e nos enche de felicidades, amanhã estará nos surpreendendo com amarguras. Palavras ditas; feridas abertas. Palavras proferidas; alegrias manifestas. Um olhar, uma doce emoção. Um olhar, que machuca o coração.

Um comentário:

Flávio disse...

Pior que, normalmente, é assim mesmo. Mas sempre precisaremos acreditar nas pessoas, ou não teremos motivos para viver...
Bjs