Longe e tão perto

Aqui a contemplar este céu. Bem pertinho do mar. E nesse espaço lindo a sonhar. Vejo em cada nuvem, o teu olhar. Aquele que me desnuda e me deixa assanhada. Ah!.. enlouquecida, desvairada...

Eu aqui, pés fora do chão, coração na mão. Olhos fixos nos teus, que mesmo de longe, trago junto aos meus. Infinita ternura, ai... saudades! Das tuas mãos, que me afagam e me fazem chorar de emoção.

Nessa hora, cheia de doçura, em que minha pele sente o tocar da tua, que escuto essa voz que tanto me afaga a alma e me deixa em transe, inebriada e depois me acalma. Vejo-te dentro mim e me perco assim, encantada.

Agora, preciso te abraçar e em teus braços ficar. No teu toque é que me sinto viva, querida, amada... será que naquela estrela vou te achar?. Pois só me perdendo em teus braços, que eu consigo me encontrar.

Neste instante, o marulhar me trouxe tua lembrança e apesar da distância, tão perto te sinto. Sei que é assim, eu pressinto. No lusco-fusco te vejo, te acompanho, bem de pertinho, sorrateiramente e devagarzinho, beijo tua boca com todo carinho.

Nenhum comentário: