Ah, como gosto!...

Gosto do teu cheiro que me alucina,

quando me faz tua menina.

Gosto deste olhar que me hipnotiza,

enquanto tua mão, em meu corpo desliza.

Gosto do teu beijo

que me desperta o desejo.

Gosto quando me abraças,

quando em êxtase me enlaças...

Ah! Como gosto lindinho!...

como gosto de teu carinho.

Quando baixinho meu nome clamas,

sinto todo meu corpo em chamas;

nessa hora, no teu calor

escuto a sinfonia do amor.

Por mais que te sinta distante

é a minha saudade que errante

vê e sente o que não existe,

pois a tua ausência é triste.

Hoje eu me procuro e só te vejo,

sonho contigo, com teu beijo.

Viajo em teu corpo ao infinito,

onde o nosso amor é mais bonito.

Nenhum comentário: