Destino

Foi numa tarde de verão,

num terno olhar recordei,

aquele amor tão antigo

que na minha alma guardei.

Na distancia senti seu toque,

em meu corpo, o cheiro que deixou.

Foi no silêncio que a sua imagem,

nos meus desejos me abraçou.

Em cada sol vi sua luz,

na doce brisa a ternura,

nos devaneios lhe abracei...

em cada estrela vi seus olhos,

nos meus lábios a doçura,

em cada lua te amei...

Flá, meu lindo sonho,

minha maior emoção!...

hoje, no silêncio das minhas noites

adormece em meu coração...

Nenhum comentário: