Devaneio

Viajo ao infinito em meu mundo,

entre fadas duendes e magia.

Encanto-me com flores,

lindas cachoeiras,

aroma de campo,

flocos de neve,

brisa que meu rosto acaricia.

Vejo quanto azul é o infinito!

Abóbada celeste que me extasia.

Nuvens que formam castelos,

carneirinhos e coisas sem formas.

No meu devaneio até sorrio.

Me vem a imagem de Deus

e tudo que existe no universo.

Em tudo que o homem perverso,

desrespeita e destrói.

Vejo a fúria da natureza

que arrasa e acaba a beleza,

do mundo deixado para nós.

Escuto o lindo canto do uirapuru,

triste lamento,

que na mata virgem ecoa

e a floresta silencia.

A noite, O céu estrelado

supera a tristeza com seu reinado.

Me perco no tempo,

divago por um momento,

esqueço a saudade...

sigo a luz do firmamento...

Mais um selinho. Dessa vez veio da minha amiga Fátima.

Obrigada pelo carinho! Fico imensamente feliz!

Deixo-o a todos que gentilmente me visitam e que adoro.

Beijos

Nenhum comentário: