Despedidas e reencontros

Pra que se despedir,

se a tristeza dessa hora

é como um manto

que cobre a face da esperança?

Por que dizer adeus,

se o amanhã virá e com ele,

a renovação de ideias e conceitos?

Nenhuma despedida

pode ser tão dolorosa,

quanto à de se saber pra sempre.

Nenhum adeus é tão amargo,

como o que nos tranca

a porta definitivamente...

É sabido que amar

tem apenas um sentido.

Como não se pode cobrar retorno.

Porém, é preciso se entender

as diversas formas de amar.

Por outro lado,

não se pode querer que o outro,

corresponda as nossas expectativas,

porque cada indivíduo tem as suas próprias.

Mas que juntos possam harmonizá-las.

O amor não necessita que o outro

tenha o mesmo sentimento.

Ele por si só, se basta.

Mas ele sente falta do carinho,

do afago, do toque, do cheiro.

Pode-se viver um amor por anos,

à distância.

se for alimentado pela esperança,

pelos sonhos.

Mas, quando se fecha a porta,

ou simplesmente, se diz adeus,

como vamos poder reencontrá-lo?

Nada é pra sempre,

a não ser a morte,

pelo menos, nesse corpo físico.

E são as dificuldades dos nossos caminhos

e o desejo da realização dos sonhos,

que nos encorajam para seguir adiante.

Não que vivamos desses sonhos,

mas eles nos ajudam a conviver,

com os desencantos da vida

e nos deixa a esperança,

de um dia realiza-los.

Portanto, uma despedida

pode ser um caminho sem volta,

muito triste, quando sabe-se,

que é tarde demais para esquecer.

Ou, uma curta distancia

até um novo encontro.

Cabe-nos decidir,

por qual percorrer.

Agradeço a minha amiga Sam pelo prêmio!
Mais importante que tudo é o carinho e amizade.
Só lhe peço desculpas, por não ter condições,
dentre tantos maravilhosos que aqui passam,
indicar alguns para recebê-lo.
Por isso, quero deixá-lo a todos,
que fazem o olhoscormel existir.

30 comentários:

ZezinhoMota disse...

Todas as despedidas custam, embora a despedida definitiva é deveras uma dor imensa...

Embora eu acredite quando acontece esta despedida, teremos que guardar os melhores momentos dessa pessoa. Porque ficarão guardados para sempre.

Bjnhs

ZezinhoMota

O Árabe disse...

Belo post, Olhos de Mel, e uma grande verdade: a escolha é sempre nossa. Felizmente! :) Bom fim de semana.

Flávio disse...

Muito bonito, mas também muito triste. Melhore logo, viu? Bjs, bom fim de semana.

Bandys disse...

Nada é pra sempre, a não ser a morte, pelo menos, nesse corpo físico. E são as dificuldades dos nossos caminhos e o desejo da realização dos sonhos, que nos encorajam para seguir adiante.

É isso mesmo, querida, nada é pra sempre.Mas devemos seguir empre
beijos

Menina do Rio disse...

Quando fazemos nossas escolhas, temos que seguir em frente!

Um carinho pra ti minha lindinha!

Bom final de semana

daniel disse...

Olhos de Mel

Achei o poema gostoso. A despedida por tempo determinado, acaba por ser esperançosa, pode até fortalecer os laços do amor afectuoso.
O teu poema, encerra ainda um pensamento para meditar.
Para ti, desejo que seja apenas também meditação. um estado de alma momentâneo.
Beijos
Daniel

mundo azul disse...

...por isso, é necessário pensar muito antes de fazermos as escolhas na nossa vida!

Belas palavras!


Beijos de luz e um domingo muito feliz!!!

Whispers in night disse...

Olá linda!

As despedidas muitas vezes São inevitáveis
Quem fica sempre fica com algo a mais, e quem parte algo levou.


Quando se tem a certeza que o Adeus e para sempre, na verdade doí

Não faz muito tempo vi partir alguém que eu nunca disse Adeus

Muitas vezes penso que só gostava de ter a oportunidade de lhe dizer o quanto a amava e sinto hoje saudades dela

Mas tudo na vida é assim



Obrigado linda pelas tuas sempre amigas e simpáticas palavras deixadas em meu cantinho


Beijinhos nesse teu lindo e doce coração
Rachel

Desnuda disse...

Lindo poema, querida!


Deixo-lhe o premio Dardos, com carinho para você. Bjs!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá minha querida Amiga, belíssimo poema... Adorei!
Beijocas e bom Domingo,
Fernandinha

Beatriz disse...

Quer seja através de uma poética declaração de amor ou de um poema como este onde fazes profundas reflexões sobre sentimentos e emoções, tu, minha doce amiga, sempre nos ofereces momentos preciosos onde colocamos nossa própria vivência à luz de uma realidade. E os teus conceitos/orientações, nos instigam a promover nosso próprio momento de reflexão. Sempre bom estar por aqui, meu anjo, usufruindo das benesses de teu coração tão bondoso e sensível.

Deixo-te flores e estrelas para o teu sonhar, sorrisos na tua alma, e um beijo carinhoso no teu coração.

Que seja um domingo de alegria e paz junto aos teus amores, e uma semana cheínha de alegrias.

Machado de Carlos disse...

Não tenho palavras para lhe agradecer pelos comentários em meu blog, principalmente porque recebo poucos comentários por causa do meu anonimato.
Obrigado pela sua doce visita.

Machado de Carlos disse...

Certo momento de emoção toma conta de mim quando leio você. De qualquer forme sou pequeno para falar de mim mesmo. Obrigado por tudo o que você tem escrito. Palavras nos fazem viver emoções; são essas emoções que nos tiram da solidão.

Gui disse...

Minha querida amiga, concordo completamente com tudo o que este poema nos transmite. Estamos em sintonia. Um beijo grande e um bom domingo.

instantes e momentos disse...

leio uma vez, dez, cem. Gosto de te ler. Gosto de vir aqui.
Tenha um belo final de domingo.
Maurizio

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Mel
Não só nos olhos
Mel
E Amor
Na Poesia
Nas profundezas
Da alma
-----------
Obrigada, amiga!
Domingo de Paz!

paula barros disse...

Fiquei lendo e relendo, cada trecho me remete a várias reflexões.
Fiquei pensando no que para se desepedir de o amanhã nos trás outras formas de ver, e quanto a expectativa que temos, e que muitas vezes colocamos no outro.
abraços

Oliver Pickwick disse...

Linda sequência de reflexões acerca do amor. Algumas melancólicas, é verdade. Mas, nem por isso menos precisas.
Por outro lado, despedidas pode significar novas oportunidades, recomeço.
Estava com saudades, linda baiana. Obrigado pelas palavras gentis.
Um beijo!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Olhos de Mel
É estimulante sentir este amor que persiste e não se entrega, que não desiste perante a dor que não é cega.
Que importa a despedida se ela existe porque alguma coisa está partida?
Apenas conta a segurança do ser, do sonho a viver.

Beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que belo poema, porém triste e retrata a dura realidade. Mas deixemos disso. Também acabo de publicar algo de belo. Um post feito a várias mãos, ou seja, vários colegas da Blogosfera contribuíram para esta postagem. Venha apreciá-lo.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Um beijo,
Renata

O Sibarita disse...

É isso, os por menores... A vida é um eterno aprendizado, a insistência...

Mas, ter a cabeça no lugar, o pensamento ocupado com coisas boas ajuda dissipar o estado de tensão.

Não devemos nos abater ou nos deixar levar a isso, embora, dificil, mas, se acreditarmos que foi ou é o melhor para nós vislumbramos coisas importantes que não conseguiamos enxergar antes.

Tenha fé fia! Você é uma vencedora!

bjs
O Sibarita

Whispers in night disse...

Ola linda!

Vinha te ler, mas tudo esta aqui igualzinho

Entao me resta te desejar uma semana de paz, felicidade e muita luz

beijos mil
Rachel

Ana disse...

Passando pra desejar uma excelente semana!! Beijão, querida!

Machado de Carlos disse...

Você é muito bondosa para comigo. Penso que tudo o que escrevemos têm caráter público. Sendo assim, fique à vontade para a sua publicação envolvendo o meu nome.

Só tenho que lhe dizer obrigado por tudo o que faz por mim!

janaina de almeida disse...

Lúcia,
quando fazemos uma escolha, seja qual for há sempre perdas mas ganhos também.
E despedidas para sempre são muito dolorosas.
Beijos para ti e bom fim de semana, um abraço.

Pelos caminhos da vida. disse...

Retribuindo visita!

Belíssimo.

Otima tarde.

beijooo.

Yvonne disse...

Ler você ouvindo "An affair to remember" foi uma delícia só amigona.
Beijocas

São disse...

As despedidas são um corte de navalha, a frio!
Bem hajas, zogia.

Mendi disse...

Estou dando uma passadinha aqui no seu espaço e esse poema é simplesmente lindoooooo!
Deixo aqui uma gotinha de amizade e uma poção de carinho para que seu dia seja o melhor.
Abraço e um beijo na sua alma.

Charlie disse...

Quando um grande amor se vai, desaparece para sempre, é uma parte, porventura a maior, de nós que morre. Não tem cura.
É preciso morrer por completo para renascer das cinzas, se possível sem memórias do amor passado. Não se consegue voar com pesos na alma...
Bijinho, doce doçura