Meu imenso universo

Nas madrugadas frias,

quero teu calor pra me aquecer...

nas madrugadas quentes

quero em teu corpo derreter.

Me enrosque que eu gosto.

Me atice, me provoque...

me diz que sou tua,

quero teu toque!

Meu bicinho,

sob a luz do luar,

me faz um denguinho,

em seus carinhos

olhando as estrelas,

vou te amar.

Passeie em meu corpo,

como só tu sabes,

porque sou toda luz

quando vens me abraçar.

Te amo tanto minha vida!...

como não podes imaginar.

Nos anos de ti, distante,

não haviam estrelas no céu,

nem noites de luar,

o sol não tinha brilho,

minha vida sem horizonte...

Contigo, tudo fica mais bonito!

Sou toda sorriso,

escuto o mar;

viajo na canção,

que faz acelerar

meu bobo coração.

És meu paraíso,

onde me abrigo.

Meu imenso universo!

Em teu peito relaxo

e tudo que te faço

sai do coração,

em forma de verso.

Vem

Pegue-me!

Com essas mãos quentes;

mãos, que me faz delirar.

Deixe-me em êxtase,

toda assanhadinha...

me faz tão tua,

me chame de safadinha!

Quero-te só meu!...

E assim, toda nua,

me sentir no céu.

desnude-me o véu...

nessa hora,

em nosso transe,

nesse frenesi,

no calor do teu beijo

agarre-me com desejo.

Amor vem agora...

Te quero demais!

Vem, me satisfaz...

sem preconceitos,

sem pudor,

quero todo teu sabor...

No silêncio da noite

No silêncio da noite

luzes se apagam,

desejos afloram,

amores se animam,

paixões se declaram.

No silêncio da noite

bocas se buscam,

corpos anseiam,

olhos procuram,

mãos que tateiam.

No silêncio da noite

se fazendo menina,

a lua mulher

revela desejos,

como quem nada quer...

No silêncio da noite,

sob as estrelas do céu,

pensamento distante

busca seu rosto,

nesse imenso horizonte.

No silêncio da noite

saudade que dói,

Lágrimas escorrem,

nos olhos de mel,

esperanças que morrem.

Além desse céu

Porque além desse céu que vejo,

deve existir um lindo arco íris, onde possamos ficar.

Porque não consigo ver sentido na vida sem ti.

Porque não vivi os melhores anos da minha,

pois meu coração impedia de ver outras

possibilidades e por um sonho vivi.

Porque me recuso a acreditar, que a vida

me deu novamente, mas impossibilitado

de ficar comigo. Porque tudo que faço,

tudo vejo, tudo que penso é para e por ti.

Porque em mim, não existe espaço para nada mais.

Porque em cada lugar que vou,

só te vejo e só te sinto e fico imaginando nós dois.

Viajo nas minhas loucuras, em tanto carinho

que tenho pra te dar. Porque eu não existo sem ti!

Simplesmente porque te amo!

O que seria?

O que seria do mundo

sem chuva, sem vento,

sem a bela natureza,

sem todo movimento?

Sem mar, sem rios,

sem pássaros,

sem florestas,

sem todo encantamento?

O que seria do céu

sem o brilho das estrelas,

sem a beleza da lua,

das noites sem luar?

Do sol sem a luz,

da terra sem água,

sem o colorido das flores,

sem o mistério do mar?

O que seria da vida

sem amores,

sem emoção,

sem sentir, sem tocar?

O que seria de mim

sem ter esperança,

sem acreditar nos sonhos

sem poder lhe amar?...

Mais um carinho que recebo. Esse veio da minha amiga

Jana. Agradeço de coração! O carinho de vocês é o melhor

presente que poderia receber. Deixo-o a todos que fazem

esse blog existir. Beijos

Só o céu foi testemunha

Nos teus lindos olhos

fui entontecendo;

com teu cheiro,

teu louco beijo.

O som ao longe,

nos envolvendo...

A luz da lua

refletida na piscina,

o cheiro de mato,

todo clima que fascina.

O cintilar das estrelas,

Tu e eu, o nosso desejo...

Senti teu corpo

em mim chegando

Me querendo,

me desejando...

No teu carinho,

Na fusão de nossos corpos

nos olhares de emoção

senti palpitar o coração.

No frenesi da nossa noite

fomos dois, em um,

entre suspiros ofegantes,

emoções estonteantes

a tua voz rouca,

chamando minha Lu.

Em êxtase,

no clima que a noite propunha,

te amei loucamente

e só céu foi testemunha.

Meu Flá, te amo tudo que se pode amar!

Ah, como gosto!...

Gosto do teu cheiro que me alucina,

quando me faz tua menina.

Gosto deste olhar que me hipnotiza,

enquanto tua mão, em meu corpo desliza.

Gosto do teu beijo

que me desperta o desejo.

Gosto quando me abraças,

quando em êxtase me enlaças...

ah! Como gosto lindinho!

como gosto de teu carinho...

Quando baixinho meu nome clamas,

Sinto todo meu corpo em chamas;

nessa hora, no teu calor

escuto a sinfonia do amor.

Por mais que te sinta distante

é a minha saudade que errante

vê e sente o que não existe,

pois a tua ausência é triste.

Hoje eu me procuro e só te vejo

sonho contigo, com teu beijo

viajo em teu corpo ao infinito,

onde o nosso sonho é mais bonito.

Eu vi

Eu vi o mar

eu vi o céu

vi as estrelas

vi teu olhar.

Eu vi o tempo

passar lento,

passar a vida

meu desalento.

vi o entardecer

de um lindo dia,

senti meu corpo

desfalecer.

Eu vi a noite

chegar mansa,

dói a saudade

como açoite.

Eu vi cadente

estrela brilhante.

Senti em mim

teu corpo presente.

De tudo eu vi,

deste meu nada.

Dei minha vida

e tudo por ti.

Devaneio

Viajo ao infinito em meu mundo,

entre fadas duendes e magia.

Encanto-me com flores,

lindas cachoeiras,

aroma de campo,

flocos de neve,

brisa que meu rosto acaricia.

Vejo quanto azul é o infinito!

Abóbada celeste que me extasia.

Nuvens que formam castelos,

carneirinhos e coisas sem formas.

No meu devaneio até sorrio.

Me vem a imagem de Deus

e tudo que existe no universo.

Em tudo que o homem perverso,

desrespeita e destrói.

Vejo a fúria da natureza

que arrasa e acaba a beleza,

do mundo deixado para nós.

Escuto o lindo canto do uirapuru,

triste lamento,

que na mata virgem ecoa

e a floresta silencia.

A noite, O céu estrelado

supera a tristeza com seu reinado.

Me perco no tempo,

divago por um momento,

esqueço a saudade...

sigo a luz do firmamento...

Mais um selinho. Dessa vez veio da minha amiga Fátima.

Obrigada pelo carinho! Fico imensamente feliz!

Deixo-o a todos que gentilmente me visitam e que adoro.

Beijos