Doce canção
Estive no paraíso
cheguei perto de Deus.
Entre a lágrima e o sorriso
desejei estar nos braços teus.
Naquele imenso rio,
no encontro do mar,
o vento em meu corpo a tocar,
lembrei teu amor, teu carinho
sonhei com teus lábios
pousando nos meus...
Em tudo que vi, te senti;
em cada palavra, te chamei,
em cada rosto, te vi
de saudade até chorei...
E em meio a tanta beleza,
te respirei na natureza...
Em meu sorriso meio triste
lembrei da luz que existe,
quando me vens tocar.
E na doce canção,
que tocou meu coração,
no lusco fusco,
do fim de tarde
fechei os olhos com carinho
e de mansinho te beijei;
arrepiei de tanta emoção!
Céu, sol e lua
No céu, o sol sorri
iluminando a lua.
E eu toda tua,
um amor de luz,
sonho que seduz...
prosa e poema
um belo teorema,
num doce pecado,
desejo velado.
Bela canção,
poesia e oração;
paixão que alucina,
o corpo domina.
Querer sem querer,
amar por amar,
ir até onde alcançar.
Voar e viver,
o tempo vencer,
acordar para vida,
sem se dar por vencida.
Passar esse tempo,
fora do tempo,
ao encanto da lua,
no céu deslumbrante,
numa noite tão tua,
até a aurora,
pois, o amanhã será,
o que se fizer agora.
E urge, sem demora
tentar e recomeçar,
num eterno sonhar.
Obrigada minha amiga são, por esse carinho!
Ofereço as minhas amigas que por aqui passam.
Noites de cio
Em minhas noites acesas, à luz da lua,
em que a verdade apareceu nua e crua,
sem teu corpo, que me inspira a poesia,
dessas noites que sozinha, tão vazia,
em nossa cama, em vão te procurei.
Em prantos, meus desejos sufoquei,
na ânsia de sentir,em te ter,
meu corpo em chamas, a te querer...
Busquei em teus olhos, meus olhos
encontrei uma sombra, o vazio
e nesta noite, em pleno cio
rasguei de saudade o meu peito,
tentando em vão dar um jeito,
porque não quero ficar assim.
Não te quero distante de mim,
nem quero esse sonho partido;
quero nosso mundo colorido,
quero teu carinho, teu sabor,
na paixão desabrochar a flor,
quero teu amor, sem dividir,
me ver, nos teus olhos a sorrir.
E nessas noites, quero teu cheiro,
me perder no teu corpo e
me encontrar, depois do amor,
nos teus braços, no teu beijo.
- x -
Amigos, desculpem minha ausência, foram motivos alheios a minha vontade.
Sinfonia do desejo
Gostoso estar com você;
quando juntinhos
esquecemos o mundo
e em seus braços
me sinto no ar...
É quando a vida parece
renascer dentro de mim.
Você me tem
e me faz tão bem!...
Você me deixa boba, assim;
perdida no espaço
e no calor do seu abraço
sorrir, sonhar e amar
é ficar em êxtase profundo...
No fogo do seu corpo
lhe sinto louco...
e ao beijar o meu corpo,
o seu olhar
com estrelas confundo.
Seu gemido, em delírio,
me enlouquece.
E as fibras do meu ser,
vibram, na sinfonia do desejo,
que começa no seu beijo
invade minha carne,
rouba meus sentidos,
toma meu coração;
eu fico louca, em transe...
o meu corpo,
no frenesi do seu,
sente uma intensa emoção
e arde no fogo dessa paixão.
Mais um presente do Pelos caminhos da vida, obrigada minha amiga!
deixo-o com carinho a todos os meus amigos.