Esperança
Os anos passam e a cada dia descubro o quanto posso resistir às intempéries da vida e sair fortalecida, quando no meio do caminho, sou atropelada por um infortúnio, um dissabor. Não sei onde consigo força para superar e prosseguir, ainda que amarga seja a estrada, ainda que o vazio e a solidão me cortem o coração.
Quando tudo parece terminado, olho lá no horizonte e percebo que dentre as nuvens escuras, existe uma réstia de luz, onde me agarro com todas as forças, que vem do fundo da alma.
Os sonhos que parecem esfumarem-se com as desilusões, escondo-os, no âmago do meu ser e digo pra mim mesma: outros virão substituir, aqueles que não me fariam feliz. E assim, aprendi a driblar minhas insatisfações.
Chorar?... Ah! Quantas vezes... Quanto meus olhos foram vendados pela cachoeira dolorosa... Quantas noites perdidas que me fizeram amanhecer com o rosto inchado... Mas ao primeiro raio de sol, me vi iluminada por aquele brilho intenso, e me fazendo de forte, ao espreguiçar em voz alta exclamei: hoje será o grande dia! Vou redobrar minhas forças, arregaçar as mangas, esquecer o pranto, pois a partir de hoje, vou mudar meu rumo, não vou mais sofrer, nem que seja até o próximo anoitecer.
De manhãzinha, quando os passarinhos aparecem cantando em minha varanda fico cheia de alegria. Vem-me a idéia de que eles são enviados de Deus, me trazendo uma mensagem de esperança. Assim me encanto e sorrio feito criança.

30 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Mel, bela fotografia...um texto um pouco triste....

É preciso estar sempre embriagado.
Isso é tudo: é a única questão.
Para não sentir o horrível fardo do tempo que lhe quebra os ombros e o curva para o chão, é preciso embriagar-se sem perdão.
Mas de que?
De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser.
Mas embriague-se.
E se às vezes, nos degraus de um palácio, na grama verde de um fosso, na solidão triste do seu quarto, você acorda, a embriaguez já diminuída ou desaparecida, pergunte ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, pergunte que horas são e o vento, a onda, a estrela, o pássaro, o relógio lhe responderão:
É hora de embriagar-se!
Para não ser o escravo mártir do tempo, embriague-se;
embriague-se sem parar!
De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser.

(Charles Baudelaire)

Cumprimentos

João Moreira disse...

Olá minha querida,
Devemos, sempre, colocarmo-nos a cima de tudo, decidir e agir de acordo com os caminhos que traçamos, estar a espera de um ou outro dissabor, e sermos os nossos mais fieis admiradores.
Beijos doces
Fica bem

O Árabe disse...

E continue sempre assim. O mundo precisa de pessoas como você! :) Boa semana.

Vanuza Pantaleão disse...

É verdade, amiga querida!

A cada manhã as energias devem ser renovadas e os pássaros são anjos que nos anunciam que nem tudo está perdido.

Essa foto indica tudo o que disseste...

Obrigada pelo carinho sempre bem-vindo e fique com Deus!!!Bjsss

Iana disse...

Minha linda amiguinha querida:)))

As vezes nem eu percebo como consigo ver uma réstia de luz... mas nós nascemos aprendendo e lutando... e tu és uma grande guerreira...

Beijos doces com carinho
da rosa amiga sempre
amo-te muito doce amiga
Iana!!!

Daniel Costa disse...

Lúcia

Como poetisa que és, acabaste por escrever uma interessante prosa poética. Falo do texto em si, não de possiveis motivações que poderão estar na sua base.
De qualquer modo, em qualquer circunstâcia, uma réstia de sol é sempre a esperança.
Daniel

Janaina disse...

Noites traiçoeiras.Apega-se a Jesus que ele sempre vai te apoiar.Abraços.

Luma Rosa disse...

Dizem que para se dar valor aos momentos alegres, precisamos conhecer o lado triste da vida. Não concordo inteiramente com essa afirmativa, pois acho desnecessário viver tristeza somente com o intuito de valorizar a alegria, porém devemos conhecer os dois lados, para chegarmos ao nosso equilíbrio diário e perceber que as tristezas fazem parte da vida. Bom fim de semana! Beijus,

O Árabe disse...

Boa semana. Aguardo o novo post! :)

São disse...

Minha linda, sabendo perfeitamente do que aqui fala tão sentidamente, deixo o meu fraterno abraço.

O Árabe disse...

Férias prolongadas, não? Você faz falta! :) Boa semana.

le baladin disse...

super tu est bien tranquille au soleil cela fait partie de mes espérances sourire !!!! je te souhaite un bon week end !!!!! bisous phil

amoresonho disse...

Olá querida, quase vizinhas, do mesmo estado e nunca te vi por ai, então deixo um carinho.Feliz primavera.
.....oooO.............
....(....)....Oooo....
.....)../. ...(....)..
.....(_/.......)../...
.............. (_/....
... PASSEI POR .......
.......... AQUI ......
......................

O Árabe disse...

Bom fim de semana... e breve retorno! :)

O Árabe disse...

Continuamos aguardando o novo post. Boa semana!

looking4good disse...

É sempre assim querida amiga. Infortúnios, desilusões, mas também sonhos, alegrias e esperança ... Os ingredientes tal como numa receita estão lá todos ... o que a arte da vida impõe é que sejamos capazes de a fazer combinando os ingredientes adequadamente e com as doses certas- Um beijo grande e votos de um bom fim de semana cheio de flores, sorrisos e poesia!

O Árabe disse...

Boa semana! Mas cadê o novo post? :)

São disse...

Quendo escreve de novo?
Um abraço saudoso, linda.

Luma Rosa disse...

Lúcia, bom feriado pra você!! Continue com fé! A força vem de onde menos esperamos! Acredite que é capaz! Beijus,

O Árabe disse...

E quando você volta? :) Boa semana

O Árabe disse...

E quando você volta? :) Boa semana

Ana disse...

É isso aí....bola pra frente sempre!

Vieira Calado disse...

Uma criança vive eternamente em nossos corações!

Beijinhos

O Árabe disse...

Boa semana! Quando volta?

DO disse...

Oi,Mel

Passando pra te convidar para uma pequena comemoração hj la no RAMSES.

Beijso!

O Árabe disse...

Gostei da nova cara do blog, mas continuo esperando o novo post. :) Boa semana!

Paula Barros disse...

Querida, me vi no seu post. E assim vamos nos tornando mais forte a cada tormenta, a cada vendaval dos olhos.

Um texto que me emocionou, você soube trazer a dor, envolta na reflexão, e na beleza poética. E mostrar que é possível superarmos as dores e sairmos fortalecidos.

Força. abraço!

Desnuda disse...

Amiga,

nada como a beleza e a energia da mãe Natureza.

Carinhoso beijo

As essências das emoções disse...

Olá querida, passei pra conhecer-te, beijinhos.

Vieira Calado disse...

Passei a ver se havia novidades...

Beijinhosss