Sou toda sua

Venha como o raio de sol brilhante

traga essa ternura tão doce como a lua.

Prenda-me a teu corpo viril, estonteante,

Venha com as cálidas palavras envolventes

traga esses lábios, esse corpo onde afundo

e me perco em seus carinhos tão quentes...

Venha saciar esse meu desejo insano

venha eternizar em mim, o nosso mundo;

fazer dele também, um altar profano.

rasgue os princípios, venha sem pudor;

deixe-me louca em sua boca, sou toda sua...

Sou sua mulher, sou desejo, sou amor.

14 comentários:

Everson Russo disse...

Que linda essa declaração de amor, essa entrega ao amor,,,beijos de linda semana pra ti querida.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O desejo despudorado é tão libertador, tão entregue ao intenso, né? Declaração feito com intensidade.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Desnuda disse...

Amiga,


que linda poesia! Um apelo em versos do mais profundo coração.


Beijos com carinho, amiga

PS: linda foto!

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Lúcia, bela declaração de amor...Espectacular....
Beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lida declaração e convite de amor, querida Lúcia!
Beijos!
Boa Semana!
Renata

O Árabe disse...

Belo e intenso poema. Bela foto! Boa semana. :)

Paula Barros disse...

Um chamado com muita entrega. Se dando para receber.

Lindamente, lindo.

beijo


(achei a letra tão pequenina)

São disse...

Que assunção de amor bonita de amor essa, minha amiga!

Te abraço, linda

Daniel Costa disse...

Lúcia

Um suave poema, como que um concite ao amor, até pela sensualidade que do mesmo emana. Bonito.
Beijos

Anna disse...

Lindo seu poema, um verdadeiro chamado de amor.
Gostei de seu espaço, Lúcia!
Desejo a vc e aos seus um excelente final de semana e convido-a para conhecer os meus fragmentos, será um prazer receber você lá!

Luma Rosa disse...

Que venha o amor! Que venha com paixão!! :=))) Bom fim de semana!! Beijus,

Vieira Calado disse...

Aí vou eu...

de cabeça!...

rsrsrs...

Beijoca

O Profeta disse...

...Quem sou
Nunca me encontrei na letra de uma canção
Nunca toquei duas notas seguidas em harmonia
Mas perdi-me às vezes na ilusão

Reencontrei-me com o amor
Amargura mora sempre com a razão
Um mágico nem sempre acerta
No seu golpe de mão

Mas fiz mil tentativas nesta viola
Nenhuma nota bateu-me certa
Sou um triste e patético tocador
Desta...Melodia Incompleta...

Doce beijo

Iana disse...

Doce amada amiga...

Tá tudo bem?
Obrigada amadinha por regar meu/nosso jardim junto comigo e nossos amigos...

Estar aqui é um privilegio enorme e ter a sua amizade fora dos blogs é uma honra...

És e sempre será docemente a amiga "Olhos De Mel" adoro-te flor linda!!!

Sua rosa amiga
Iana!!!

PS: To bem sim amadinha...