Sonho

Fecho o olhos

deixo a musica me levar;

sonho contigo em cada verso,

sinto os teus braços

o meu corpo entrelaçar.

Teus suspiros me chamando;

esqueço o tempo,

me disperso...

sonho carinhosamente

te amando.

Cintilam estrelas;

é noite enluarada

e eu toda assanhada,

aqui perdida no tempo,

em ti pensando.

Nesse percurso distante

sigo errante,

num vôo delirante,

que preenche o tempo carente.

A lua lá fora,

até parece que chora,

mas é dentro do peito meu,

no desejo que aflora; tu e eu...

Sonho, a minha fantasia

que no percurso do dia,

consigo até esquecer.

Sonho

na esperança que me resta,

pois aquela porta, entreaberta,

me mostra

um novo amanhecer.