Com todo meu coração

Numa capela bem pequenina

já orei ao senhor,

pela benção divina.

Pedi com todo fervor;

que a tua luz,

em nome da tua cruz

clareasse os meus caminhos...

Tirasse todo mal,

nos livrasse dos espinhos.

Coloquei-me em tuas mãos

e te cantei uma oração.

No caminho que já cruzei

um livro eu escrevi,

uma árvore já plantei,

meus filhos já criei.

Vivi por descaminhos,

por desencantos já chorei.

Passei por ondas turbulentas,

mas a tua mão,

em onipresença,

muitas vezes segurei.

Já me senti em teus braços

e hoje, refazendo meus passos,

pelos meus erros, peço perdão

e a tua bênção agradeço;

com todo meu coração.

inha linda criança!

Hoje fiquei sabendo

da sua vinda ao mundo.

Chorei de emoção

pedi a Deus proteção.

Que seu caminho

seja de luz, paz, saúde e amor.

Já vejo sua imagem,

sinto seu carinho,

apesar de estar

bem no comecinho.

.. Pouco importa que seja:

menino, ou menina;

que traga ao mundo

uma mensagem de esperança,

que seja uma terna criança

e venha com a bênção Divina!

Meu lindo bebê,

aqui todos o esperam

com olhos vigilantes,

corações e braços abertos,

ansiedade inquietante.

E saiba: o coração da vovó

já canta canções de ninar,

já conjuga o verbo amar

e agradece a Deus

por esse doce presentinho.

Seja bem vinda,

minha linda criança!

lhe desejo com todo amor e carinho.

Delírio ou real?

Flá meu amor,

aqui sonhando lindinho,

pois, em teu carinho,

tudo muda de cor.

Eu danço em teus braços,

me embalo em teus amassos,

o mundo some em teu calor.

Me envolva em teu toque

e de mansinho,

num instante de paixão,

sentir pulsar o teu coração.

Nessa entrega, em nossos beijos

aflorar os nosso desejos,

delirar nesse tempo só nosso.

Sem teu amor, sem teu sabor,

viver, já não posso!

Em nosso quarto,

nossa cama tão vazia,

fica tão fria que arrepia.

Observo o luar da janela

visualizo teu rosto,

e na lua pinto uma tela;

coloco teus olhos,

mas, vejo também teu corpo

e no centro da lua,

teu coração pulsa forte,

a emoção responde igual.

Perco o chão, perco o norte:

é delírio, ou real?

O teu cheiro me desperta,

então retorno a terra,

tento em vão, voltar ao normal.

Fica a impressão que estás bem juntinho

tocando o meu corpo, com desejo e carinho

e eu enlouqueço de tanto tesão.