Sonho

Soprava o vento...
... e lá fora o mar revolto, nas pedras batia. Pela vidraça da janela olhava a fúria das ondas que fazia com que o mar respingasse distante, ao ir de encontro ao cais. Os barcos que avistava na penumbra da noite, pareciam gemer a cada açoite. Não havia velas, nem mastros, apenas os barcos tremulavam ao ritmo desesperado das ondas.
Ali fiquei a acompanhar o marulhar, a natureza e seus movimentos inimagináveis, mas de rara e angustiante beleza. O vento úmido parecia umedecer minha alma. E nesse transe, era evidente a minha angustia a me questionar: por que tanta fúria, tanto desespero?
Não sei por quanto tempo ali fiquei, mas sei, que nesses instantes, por terras distantes viajei. Embarquei numa viagem sem rumo, sem destino, mas você estava lá, do outro lado do cais a me aguardar.
Ao acordar percebi; não havia ondas, nem mar. Apenas os meus olhos a marejar. Olhei a minha volta, o dia amanhecia, estava só. O barulho das ondas continuava a ressoar em meus ouvidos, porém, o mar mais calmo, o vento soprando de mansinho. Esfreguei os olhos e pensei: deve ter sido um sonho.
Fiquei ali parada por instantes, tentando entender. Olhei dentro de mim vi os barcos que atravessavam o tempo levando os sonhos, as ilusões e aportei em terra firme. Lá fora estava a vida, me convidando a viver, meu amor a me esperar e novos sonhos a sonhar...

20 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Lucia, belo texto...Espectacular....
"O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos"....
Cumprimentos

Desnuda disse...

Minha querida amiga,

Que texto lindo!!! E que felicidade é saber que:

"e aportei em terra firme e lá fora estava a vida, me convidando a viver, meu amor a me esperar e novos sonhos a sonhar...

Lindíssima semana, amiga querida. Beijos com carinho

Leovi disse...

Que todas las tempestades del mar sean en bonitos sueños y puedas apreciar su belleza. Que nunca sufras la angustia de una tempestad en la realidad. Y sigue escribiendo tan bien. Besos

Saozita disse...

Olá Lúcia, vim ao teu blog pela primeira vez, através do "Desnuda" da amiga Sarita, e fiquei encantada com este lindo texto.Como um dia António Gedeão escreveu;
"(...) o Sonho comanda a vida,
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança."
Assim o sonho é um impulso, para nos fazer avançar sempre para um estádio diferente, e como é bom sonhar...
Tem uma boa e feliz semana.

Bjs

Sãozita

Maria Valadas disse...

Um mágnifico texto, onde predomina o mar... mesmo sendo em sonho, é delicioso sonhar com o mar.

Estivemos em sintonia com o mar entre nós :)

Uma boa semana iluminada.
Beijos.
Maria

Machado de Carlos disse...

É bom sonhar. Perco-me em meus sonhos. Quase sempre sei que estou sonhando, não quero acordar, mas os olhos se abrem e ficamos a pensar, contemplando o teto do quarto. Mas sempre imagino que o sonho foi uma realidade da alma.
Um grande abraço!

Everson Russo disse...

Como é gostoso sonhar,,,divagar no que ainda não sabemos,,,beijos de boa semana pra ti querida.

O Árabe disse...

Lindo! Gostei... e muito! :) Boa semana.

Poemas Proibidos disse...

Ah, sonhos encantados! Valem a pena!
Beijos!...

Vanuza Pantaleão disse...

Querida Lúcia,
Que prosa poética incrivelmente escrita! Mas isso é novidade partindo de ti?
Sim, o mar nos leva e ficamos sem rumo...mas ao acordarmos, felizmente, pisamos em terra firme.
Ai, ai que saudade eu tenho da Bahia! Não é música do Mestre Dorival, não. Ainda vou contar sobre um certo passeio a Salvador...
Uma gostosa semana, amiga!!!Bjsss

Vanuza Pantaleão disse...

Voltei para lhe agradecer pelo comovente comentário lá no nosso Matagal.
Valeu, amiga!!!

Whispers disse...

Querida,

O sonho comanda a vida...Depois da tempestade o sol volta sempre a brilhar.
Lindo teu post.
Desejo te uma semana feliz
Beijos mil
Rachel

renato disse...

Olá adorei seu blog. Faça um visitinha no nosso, e seja mais um membro você é nossa convidade especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/

Abraços!

São disse...

Lúcinha, seu texto, muito bonito, confirma um ditado português de que muito gosto: depois da tempestade vem a bonança.

Um abraço apertado, amiga .

Mgomes - Santa Cruz disse...

Olá Lucia; lindo post, como sempre o mar dá para escrever imensas poesias, sabes há muitas palavras mágicas para utilizar e escrever lindos poemas, mas as palavras amor e mar dá para escrever um sem fim de coisas lindas para não dizer belas.
Beijos
Santa Cruz

Edite Lima disse...

Muito lindo seu texto. Romântico e poético. DEmontra sensibilidade. Parabéns!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Os sonhos e suas renovações fazem a nossa vida ter uma atmosfera diferente.

Beijo, Lucia linda.

Rebeca

-

A.S. disse...

Nunca desistas dos teus sonhos querida, porque se eles se forem, tu continuarás vivendo... mas terás deixado de existir!...


Beijos,
AL

Paula Barros disse...

Um sonho que podia ser ser um pesadelo, e que era apenas uma sonho. E que na vida, com um a amor a esperar, podia sonhar e sonhar.

beijo

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto que não ultrapasse 1 folha inteira no word (Times Roman 12). Pode mandar também artigos que abordem: cinema, teatro, esporte, moda, saúde, comportamento, curiosidades, folclore, turismo, biografias, sinopses de livros, dicasde sites, institutos culturais, entre outros.
Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a sua matéria.. Mande também (se desejar) uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)