Noite de lua cheia
Olhos que piscam na escuridão,
aboboras acesas que dançam;
morcegos as meninas encantam
na penumbra do salão.
E a noite é de lua cheia;
noite de encontro e bruxaria.
Magos, sapos, Wiccas e Alceias,
preparam o caldeirão da magia
A criançada sem censura,
sai alegre pela calçada
gritando, batendo latas,
travessura, ou gostosura?
Asas de morcegos,
dentes de leão,
rabinhos de tatu
vai tudo pra o caldeirão...
Na penumbra, a magia,
o caldeirão a ferver;
olhos de tamanduá,
folhas de louro e gravatá.
E eis que chegam as bruxas,
com suas unhas de tesouras
bebem a porção do amor
e voam em suas vassouras...
Magas, Mins e Edméias
pulgas, sapos e Meméias:
que o mal desapareça do mundo
em menos de um segundo...