O vôo da gaivota - Agradecendo e compartilhando




Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos, se não tiver Amor, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé ao ponto de transportar montes, se não tiver Amor, nada serei...

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o Amor, estes três: porém o maior destes é o Amor. 
1 CORÍNTIOS, 13

Com esse trecho da carta de São Paulo aos Coríntios, que sempre me serviu de exemplo, quero compartilhar e agradecer esse momento de alegria com vocês. Porque os amigos de blogs, acabam se tornando confidentes. Compartilhamos nossos momentos tristes, alegres e sonhadores, bem como choramos as tristezas e sorrimos as alegrias dos companheiros. 

Sinceros agradecimentos:

a todos que de alguma forma contribuiram e, especialmente a Deus: sem ele, nada seria possível!...  
                                                                                                                                                                                                                 Para : LÚCIA LABORDA

Cidade : SALVADOR - BAHIA

Indicação: DELASNIEV DASPET – CAMPO GRANDE - MS                

Assunto: Convite participação FESTA  DAS “MULHERES NOTÁVEIS.”

 x  TROFÉU CECÍLIA MEIRELES   
        CATEGORIA ESPECIAL

            No dia 06 de abril de 2013 faremos realizar pela décima quinta  vez consecutiva, a FESTA “MULHERES NOTÁVEIS”, homenageando com o TROFÉU CECÍLIA MEIRELES & CATEGORIA ESPECIAL, aquelas que se destacaram no cenário mineiro e brasileiro, por sua inteligência, coragem e, sobretudo, pela capacidade de modificar o universo social, político e cultural de nosso país com sua sensibilidade e sua visão pessoal do mundo.
                Escolhemos o dia 06 de abril por estar próximo ao DIA INTERNACIONAL DA MULHER, quando o mundo festeja e abraça a companheira, a mãe, a profissional. Assim, acreditamos ser possível nos juntarmos a esta festa e, com emoção entregar o Troféu Cecília Meireles, que leva o nome da maior poetisa brasileira, e o Troféu Categoria Especial àquelas que no cotidiano transformam mundo e coração...
                ...Entendida assim, é com imensa satisfação que estamos organizando a décima quinta Festa “MULHERES NOTÁVEIS”, e é com muita honra que temos o prazer de comunicar que Vossa Senhoria foi escolhida uma das MULHERES NOTÁVEIS, em recente pesquisa processada em meio a pessoas ligadas ao seu trabalho. E é também com muita emoção que nos colocamos à frente deste décimo evento, reunindo amigos para juntos homenagearmos aquelas que se destacaram, as melhores entre as melhores.
                

Um sonho de luz



Presente da minha amiga querida São, a quem agradeço demais. 
 Deixo a todos que aqui comparecem. Beijos

Brincando com as palavras

O que tiver que ser, será

Oi meu dengo to aqui avexada:
já joguei flor na encruzilhada,
já pedi a Oxalá, proteção.
Já fui naquela velha cartomante
tomei até um chá calmante.
pra controlar minha aflição.

Já te mandei uma foto nua
juntei a minha com a tua,
botei num prato com mel.
Acendi vela de sete dias
usei todas as formas de magias
e até agora, só provei o fel.

Já rezei por treze dias.
uma trezena de Ave Marias,
pra amarrar teu coração.
Escrevi teu nome na calcinha
enrolei numa flor branquinha,
com um galho de manjericão.

Já te fiz alguns poemas,
usando todos os fonemas
te mostrando meu tesão.
Já sonhei com aquela lua,
com aquela cama e eu nua,
cheia de amor e paixão.

Agora tô que tô! Já sacramentei:
essa história ao Pai entreguei...
o que tiver que ser, assim, será.
A migué, eu vou seguindo,
levando minha vida sorrindo,
na delícia do Deus dará.

É loucura, ou solidão?


Na frieza da noite,
no vento que sopra
nas estrelas que no céu
já não vejo brilhar,
da um nó na garganta
um aperto no peito
uma imensa saudade,
que me faz chorar.

No véu da neblina
a chuva fina, a garoa,
no lusco-fusco a tristeza ecoa
da lua nova a lua cheia...
De longe escuto seus passos;
é loucura, ou solidão?
Chora o meu coração
no frio que meu corpo permeia.

O sol que não brilha
nessas ruas desertas
e as luas escondidas
no vazio das madrugadas
nos pensamentos reinantes,
o brilho dos seus olhos
o aconchego do seu colo,
dos meus desejos constantes.

O sol, o sonho e a lua


Havia uma lua tristonha,
que perdeu seu encanto
e de tristeza chorou...
Havia um lugar solitário,
a espera do seu donatário
que ninguém nunca ocupou.

Havia um sol entristecido,
num fim de tarde recolhido
onde o amor se escondeu.
A lua, ao ver seu desencanto,
camuflou até seu pranto
e os braços lhe estendeu.

Mas essa lua minguante
apesar da fase reinante
sua paixão lhe mostrou;
surgiu detrás da colina,
sorrindo feito menina
e o seu pranto secou.

E aquele sol tão tristonho
se agarrou aquele sonho
se travestiu de esperanças...
e de mãos dadas sol e lua
iluminaram toda rua,
sorrindo feito crianças.


Verso e reverso



O amor e a dor,
um vaso sem flor.
A prosa e o verso,
um colorido sem cor.

É querer e não querer,
o medo de sofrer;
verso e reverso,
histórias do meu viver.

Sol e lua,
poemas de alma nua.
Os lados da vida
canto e lamento, ser tua.

Coração partido,
louco amor contido;
segredo profundo,
pelo olhar refletido.

Razão e paixão,
corpo e coração,
princípio e fim,
vazio e emoção.

O tempo passou,
a vida desbotou,
mas esse amor infinito,
nem assim apagou.

Amor sem folguedo
do futuro tem medo,
amor em silêncio,
sinceridade e segredo.

Amor e paixão,
carinho e tesão;
o ser e o não ser;
coisas do coração...


Meus amores divinos

Uma Feliz Páscoa a todos os meus amigos!

A mais perfeita criação do Pai.

Eu sou aquele que transporta montanhas,
atravessa rios, mares e lagos
e fala o que a boca não diz.
Eu sou aquele que corre contra o vento
navega ao relento,
acalma o tormento
perdoa as tuas falhas de aprendiz.

Eu sou aquele que te leva sorrisos
que recolhe as tuas lágrimas
e chora os teus desencantos...
Eu sou aquele que leva fé aos corações
que sempre canta belas canções
e nos teus caminhos vazios, sem paz,
acalenta o dissabor, secando teus prantos.

Eu sou aquele que mais sente tuas dores;
o que se alegra de tuas alegrias
que te faz sonhar dia, após dia...
Eu sou aquele que sempre te acompanha;
sou teu cansaço da jornada
sou aquele que te faz se sentir um nada,
sou também, o que te faz sorrir de alegria.

Eu sou a lágrima derramada de saudade,
mas sou igualmente a tua companhia;
estou no teu peito sempre a te chamar.
Eu sou a lua que brilha nas tuas noites
sou tua ilusão e a tua voz reflexiva...
Sou também a tua veia compreensiva.
Sou emoção: te acompanho em todo lugar.

Eu sou aquele que sente a morte bem lenta.
O que chora o meu fim, na humanidade;
aquele que de tão machucado, sente dor...
Estou em cada palavra que Deus disseminou;
sou a perfeita criação que o Pai deixou.
Eu vivo reprimido, perdi o meu brilho...
Sou o caminho, sou a luz, eu sou o Amor!

Musica de fundo:

Ernesto Cortazar – Intimate


O meu amor é assim


Você que sabiamente, faz minha vida
um céu de estrelas reluzentes,
a minha alma uma canção de amor,
versos de luz com brilhos diferentes...

Que me enche de ternura e cor.
que faz meu por do sol colorido
entra em meu ser como magia,
me fazendo pisar num jardim florido.

O meu amor é assim:
imenso quanto o firmamento
e em nossos momentos sem fim,
tudo tem brilho e encantamento...

Afasta a angustia e o tormento
reacendendo a minha fantasia,
fazendo florescer dentro de mim,
esse amor imenso a cada dia.

O meu amor é assim:
encanto cheio de paixão,
notas suaves que bailam ao luar,
sorriso em tons de canção.

Quando tudo parece me ofuscar,
ele chega de mansinho
com todo aquele carinho,
me faz novamente, brilhar...


Musica de fundo:
Oswaldo Montenegro - Por Brilho
Poesia extraída do meu novo livro: Amor silente

Ama-me - Lúcia Laborda.wmv

Neste dia dedicado a mulher, quero fazer um agradecimento especial a meus filhos e ao meu amado por entenderem que antes de tudo, sou mulher. Obrigada pelo carinho, respeito, compreensão, incentivo, apoio e amor que me fazem ser uma mulher feliz, plena, realizada. E quero agradecer a Deus, por tê-los colocado em meu caminho!
Com certeza, ao lado de uma mulher feliz, tem sempre um homem que a faz se sentir única e especial! 
Obrigada todos vocês, que sabem, tão bem, respeitar e valorizar a mulher! 
Um grande e feliz dia as amigas, especialmente as maiores amigas da minha vida: minhas filhas!



Lua

Lua doce, quanto a alma feminina
brilho prateado onde me vejo
refletindo meus anseios de menina.

Lua de encantos e sedução,
que desperta os sonhos mais lindos,
adormecidos  em meu coração.

Lua, sabor e cheiro de pecado,
traz aqueles olhos brilhantes
e todo o calor do meu amado.

Lua, quão distante eu te vejo
e tão perto de mim te percebo,
quando os lábios do sol, eu beijo.

Lua cheia de brilho e esplendor
leva um beijo de saudade
leva um recado ao meu amor:

diz que já volto, é rapidinho
com o coração que é só amor;
cheia de paixão, desejo e carinho...



Polyanna - Lúcia Laborda.wmv


O fundo musical desse poema, é uma composição do meu irmão.

Ao por do sol

Ao por do sol
Queridos amigos; vou dar um tempinho no blog. Espero contar com todos vocês, quando retornar. Quero agradecer o carinho, amizade e o companheirismo, durante o ano que passou. Se Deus permitir continuaremos a caminhar assim que puder retornar. Beijos