Entre o real, o sonho e a ilusão


Quando o meu verso era só amor,
a minha vida era pura solidão.
Hoje, encarando a minha verdade
já nem posso falar mais de paixão!


Se amar demais foi o meu erro,
o desgosto agora, virou inspiração;
sempre vivi um grande dilema,
entre o real, o sonho e a ilusão...


Chegando tardiamente a realidade
me vi perdida, num caminho sem rumo
onde tudo é breu, tudo é escuro...



mas, quem tem um Deus por opção
se levanta, mesmo na escuridão,
pois a fé, nos leva a um porto seguro.

2 comentários:

Rejane Tazza disse...

A FÉ realmente nos ajuda muito! Linda poesia! beijos, tudo de bom,chica

O Árabe disse...

Sempre, Olhos de Mel! Belo post, boa semana.